:: sábado, dezembro 08, 2001 ::

Conta a lenda que certa mulher pobre com uma criança no colo, passando diante de uma caverna escutou uma voz misteriosa que lá dentro lhe dizia: "Entre e apanhe tudo o que você desejar, mas não se esqueça do principal. Lembre-se, porém, de uma coisa: Depois que você sair, a porta se fechar para sempre. Portanto, aproveite a oportunidade, mas não se esqueça do principal...." A mulher entrou na caverna e encontrou muitas riquezas. Fascinada pelo ouro e pelas jóias, pôs a criança no chão e começou a juntar, ansiosamente, tudo o que podia no seu avental. A voz misteriosa falo novamente: "Você só tem oito minutos". Esgotados os oito minutos, a mulher carregada de ouro e pedras preciosas, correu para fora da caverna e a porta se fechou... Lembrou-se, então, que a criança ficara lá e a porta estava fechada para sempre! A riqueza durou pouco e o desespero, sempre. O mesmo acontece, às vezes, conosco. Temos uns oitenta anos para viver, neste mundo, e uma voz sempre nos adverte: "Não se esqueça do principal!" E o principal são os valores espirituais, a oração, vigilância, a família,os amigos,a vida! Mas a ganância, a riqueza, os prazeres materiais nos fascinam tanto que o principal vai ficando sempre de lado... Assim, esgotamos o nosso tempo aqui, e deixamos de lado o essencial: "Os tesouros da alma!" Que jamais nos esqueçamos que a vida, neste mundo, passa rápido e que a morte chega de inesperado. E quando a porta desta vida se fechar para nós, de nada valerão as lamentações. Portanto, que jamais esqueçamos do principal!


às 23:51

Um dia, durante uma conversa entre advogados, me fizeram uma pergunta:
- O que de mais importante você já fez na sua vida?
A resposta me veio a mente na hora, mas não foi a que respondi pois as circunstâncias não eram apropriadas. No papel de advogado da indústria do espetáculo, sabia que os assistentes queriam escutar anedotas sobre meu trabalho com as celebridades. Mas aqui vai a verdadeira, que surgiu das profundezas das minhas recordações: O mais importante que já fiz na minha vida, ocorreu em 08 de outubro de 1990. Comecei o dia jogando golfe com um ex-colega e amigo meu que há muito não o via. Entre uma jogada e outra, conversávamos a respeito do que acontecia na vida de cada um. Ele me contava que sua esposa e ele acabavam de ter um bebê. Enquanto jogávamos chegou o pai do meu amigo que, consternado, lhe diz que seu bebê parou de respirar e que foi levado para o hospital com urgência. No mesmo instante, meu amigo subiu no carro de seu pai e se foi. Por um momento fiquei onde estava, sem pensar nem mover-me, mas logo tratei de pensar no que deveria fazer: Seguir meu amigo ao hospital? Minha presença, disse a mim mesmo, não serviria de nada pois a criança certamente está sob cuidados de médicos, enfermeiras, e nada havia que eu pudesse fazer para mudar a situação. Oferecer meu apoio moral? Talvez, mas tanto ele quanto sua esposa vinham de famílias numerosas e sem dúvida estariam rodeados de amigos e familiares que lhes ofereceriam apoio e conforto necessários acontecesse o que acontecesse. A única coisa que eu faria indo até lá, era atrapalhar. Decidi que mais tarde iria ver o meu amigo. Quando dei a partida no meu carro, percebi que o meu amigo havia deixado o seu carro, aberto com as chaves na ignição, estacionado junto as quadras de tênis. Decidi, então, fechar o carro e ir até o hospital entregar-lhe as chaves. Como imaginei, a sala de espera estava repleta de familiares que os consolavam. Entrei sem fazer ruído e fiquei junto a porta pensando o que deveria fazer. Não demorou muito e surgiu um médico que aproximou-se do casal e em voz baixa, comunica o falecimento do bebê. Durante os instantes que ficaram abraçados - a mim pareceu uma eternidade - choravam enquanto todos os demais ficaram ao redor daquele silêncio de dor. O médico lhes perguntou se desejariam ficar alguns instantes com a criança. Meus amigos ficaram de pé e caminharam resignadamente até a porta. Ao ver-me ali, aquela mãe me abraçou e começou a chorar. Também meu amigo se refugiou em meus braços e me disse:
- Muito Obrigado por estar aqui!
Durante o resto da manhã fiquei sentado na sala de emergências do hospital, vendo meu amigo e sua esposa segurar nos braços seu bebê, despedindo-se dele. Isso foi o mais importante que já fiz na minha vida". Aquela experiência me deixou três lições: Primeira: o mais importante que fiz na vida, ocorreu quando não havia absolutamente nada, nada que eu pudesse fazer. Nada daquilo que aprendi na universidade, nem nos anos em que exercia a minha profissão, nem todo o racional que utilizei para analisar a situação e decidir o que eu deveria fazer, me serviu para naquelas circunstâncias: duas pessoas receberam uma desgraça e nada eu poderia fazer para remediar. A única coisa que poderia fazer era esperar e acompanhá-los. Isto era o principal. Segunda: estou convencido que o mais importante que já fiz na minha vida esteve a ponto de não ocorrer, devido as coisas que aprendi na universidade, aos conceitos do racional que aplicava na minha vida pessoal assim como faço na profissional. Ao aprender a pensar, quase me esqueci de Sentir. Hoje, não tenho dúvida alguma que devia ter subido naquele carro sem vacilar e acompanhar meu amigo ao hospital. Terceira: aprendi que a vida pode mudar em um instante. Intelectualmente todos nós sabemos disso, mas acreditamos que os infortúnios acontecem com os outros. Assim fazemos nossos planos e imaginamos nosso futuro como algo tão real como se não houvesse espaços para outras ocorrências. Mas ao acordarmos de manhã, esquecemos que perder o emprego, sofrer uma doença, ou cruzar com um motorista embriagado e outras mil coisas, podem alterar este futuro em um piscar de olhos. Para alguns é necessário viver uma tragédia para recolocar as coisas em perspectiva. Desde aquele dia busquei um equilíbrio entre o trabalho e a minha vida. Aprendi que nenhum emprego, por mais gratificante que seja, compensa perder férias, romper um casamento ou passar um dia festivo longe da família. E aprendi, que o mais importante da vida não é ganhar dinheiro, nem ascender socialmente, nem receber honras. O mais importante da vida é ter tempo para cultivar uma amizade.


às 23:46

Um dia, durante uma conversa entre advogados, me fizeram uma pergunta:
- O que de mais importante você já fez na sua vida?
A resposta me veio a mente na hora, mas não foi a que respondi pois as circunstâncias não eram apropriadas. No papel de advogado da indústria do espetáculo, sabia que os assistentes queriam escutar anedotas sobre meu trabalho com as celebridades. Mas aqui vai a verdadeira, que surgiu das profundezas das minhas recordações: O mais importante que já fiz na minha vida, ocorreu em 08 de outubro de 1990. Comecei o dia jogando golfe com um ex-colega e amigo meu que há muito não o via. Entre uma jogada e outra, conversávamos a respeito do que acontecia na vida de cada um. Ele me contava que sua esposa e ele acabavam de ter um bebê. Enquanto jogávamos chegou o pai do meu amigo que, consternado, lhe diz que seu bebê parou de respirar e que foi levado para o hospital com urgência. No mesmo instante, meu amigo subiu no carro de seu pai e se foi. Por um momento fiquei onde estava, sem pensar nem mover-me, mas logo tratei de pensar no que deveria fazer: Seguir meu amigo ao hospital? Minha presença, disse a mim mesmo, não serviria de nada pois a criança certamente está sob cuidados de médicos, enfermeiras, e nada havia que eu pudesse fazer para mudar a situação. Oferecer meu apoio moral? Talvez, mas tanto ele quanto sua esposa vinham de famílias numerosas e sem dúvida estariam rodeados de amigos e familiares que lhes ofereceriam apoio e conforto necessários acontecesse o que acontecesse. A única coisa que eu faria indo até lá, era atrapalhar. Decidi que mais tarde iria ver o meu amigo. Quando dei a partida no meu carro, percebi que o meu amigo havia deixado o seu carro, aberto com as chaves na ignição, estacionado junto as quadras de tênis. Decidi, então, fechar o carro e ir até o hospital entregar-lhe as chaves. Como imaginei, a sala de espera estava repleta de familiares que os consolavam. Entrei sem fazer ruído e fiquei junto a porta pensando o que deveria fazer. Não demorou muito e surgiu um médico que aproximou-se do casal e em voz baixa, comunica o falecimento do bebê. Durante os instantes que ficaram abraçados - a mim pareceu uma eternidade - choravam enquanto todos os demais ficaram ao redor daquele silêncio de dor. O médico lhes perguntou se desejariam ficar alguns instantes com a criança. Meus amigos ficaram de pé e caminharam resignadamente até a porta. Ao ver-me ali, aquela mãe me abraçou e começou a chorar. Também meu amigo se refugiou em meus braços e me disse:
- Muito Obrigado por estar aqui!
Durante o resto da manhã fiquei sentado na sala de emergências do hospital, vendo meu amigo e sua esposa segurar nos braços seu bebê, despedindo-se dele. Isso foi o mais importante que já fiz na minha vida". Aquela experiência me deixou três lições: Primeira: o mais importante que fiz na vida, ocorreu quando não havia absolutamente nada, nada que eu pudesse fazer. Nada daquilo que aprendi na universidade, nem nos anos em que exercia a minha profissão, nem todo o racional que utilizei para analisar a situação e decidir o que eu deveria fazer, me serviu para naquelas circunstâncias: duas pessoas receberam uma desgraça e nada eu poderia fazer para remediar. A única coisa que poderia fazer era esperar e acompanhá-los. Isto era o principal. Segunda: estou convencido que o mais importante que já fiz na minha vida esteve a ponto de não ocorrer, devido as coisas que aprendi na universidade, aos conceitos do racional que aplicava na minha vida pessoal assim como faço na profissional. Ao aprender a pensar, quase me esqueci de Sentir. Hoje, não tenho dúvida alguma que devia ter subido naquele carro sem vacilar e acompanhar meu amigo ao hospital. Terceira: aprendi que a vida pode mudar em um instante. Intelectualmente todos nós sabemos disso, mas acreditamos que os infortúnios acontecem com os outros. Assim fazemos nossos planos e imaginamos nosso futuro como algo tão real como se não houvesse espaços para outras ocorrências. Mas ao acordarmos de manhã, esquecemos que perder o emprego, sofrer uma doença, ou cruzar com um motorista embriagado e outras mil coisas, podem alterar este futuro em um piscar de olhos. Para alguns é necessário viver uma tragédia para recolocar as coisas em perspectiva. Desde aquele dia busquei um equilíbrio entre o trabalho e a minha vida. Aprendi que nenhum emprego, por mais gratificante que seja, compensa perder férias, romper um casamento ou passar um dia festivo longe da família. E aprendi, que o mais importante da vida não é ganhar dinheiro, nem ascender socialmente, nem receber honras. O mais importante da vida é ter tempo para cultivar uma amizade.


às 23:46

Tem gente que tem cheiro de passarinho quando canta. De sol quando acorda. De flor quando ri. Ao lado delas, a gente se sente no balanço de uma rede que dança gostoso numa tarde grande, sem relógio e sem agenda. Ao lado delas, a gente se sente comendo pipoca na praça. Lambuzando o queixo de sorvete. Melando os dedos com algodão doce da cor mais doce que tem pra escolher. O tempo é outro. E a vida fica com a cara que ela tem de verdade, mas que a gente desaprende de ver. Tem gente que tem cheiro de colo de Deus. De banho de mar quando a água é quente e o céu é azul. Ao lado delas, a gente sabe que os anjos existem e que alguns são invisíveis. Ao lado delas, a gente se sente chegando em casa e trocando o salto pelo chinelo. Sonhando a maior tolice do mundo com o gozo de quem não liga pra isso. Ao lado delas, pode ser abril, mas parece manhã de Natal do tempo em que a gente acordava e encontrava o presente do Papai Noel. Tem gente que tem cheiro das estrelas que Deus acendeu no céu e daquelas que conseguimos acender na Terra. Ao lado delas, a gente não acha que o amor é possível, a gente tem certeza. Ao lado delas, a gente se sente visitando um lugar feito de alegria. Recebendo um buquê de carinhos. Abraçando um filhote de urso panda. Tocando com os olhos os olhos da paz. Ao lado delas, saboreamos a delícia do toque suave que sua presença sopra no nosso coração. Tem gente que tem cheiro de cafuné sem pressa. Do brinquedo que a gente não largava. Do acalanto que o silêncio canta. De passeio no jardim. Ao lado delas, a gente percebe que a sensualidade é um perfume que vem de dentro e que a atração que realmente nos move não passa só pelo corpo. Corre em outras veias. Pulsa em outro lugar. Ao lado delas, a gente lembra que no instante em que rimos Deus está conosco, juntinho ao nosso lado. E a gente ri grande que nem menino arteiro.


às 23:39

Um casal de jovens recém-casados, era muito pobre e vivia de favores num sitio do interior.
Um dia o marido fez a seguinte proposta a esposa:
- Querida eu vou sair de casa, vou viajar para bem longe, arrumar um emprego e trabalhar até ter condiçoes para voltar e dar-te uma vida mais digna e confortavel. Nao sei quanto tempo vou ficar longe, só peço uma coisa,que você me espere e, enquanto estiver fora, seja fiel a mim, pois eu serei fiel a você.
Assim sendo o jovem saiu. Andou muitos dias a pé, até que encontrou um fazendeiro que estava precisando de alguém para ajudá-lo em sua fazenda. O jovem chegou e ofereceu-se para trabalhar, no que foi aceito. Pediu para fazer um pacto com o patrao, o que tambem foi aceito. O pacto seria o seguinte:
- Me deixe trabalhar pelo tempo que eu quiser e quando eu achar que devo ir, o Senhor me dispensa das minhas obrigaçoes.
- Eu nao quero receber o meu salário. Peço que o Senhor o coloque na poupança, até o dia em que eu for embora.
- No dia em que eu sair o Senhor me dá o dinheiro e eu sigo o meu caminho.
Tudo combinado. Aquele jovem trabalhou durante vinte anos, sem férias e sem descanso. Depois de vinte anos chegou para o patrao e disse:
- Patrao, eu quero o meu dinheiro, pois estou voltando para a minha casa.
O patrao entao lhe respondeu:
- Tudo bem, afinal, fizemos um pacto e vou cumpri-lo,só que antes, quero lhe fazer uma proposta, tudo bem?
- Eu lhe dou todo o seu dinheiro e você vai embora ou eu lhe dou três conselhos e nao lhe dou o dinheiro e você vai embora.
- Se eu lhe der o dinheiro eu nao lhe dou os conselhos e se eu lhe der os conselhos eu nao lhe dou dinheiro.
- Vá para o seu quarto, pense e depois me de a resposta.
Ele pensou durante dois dias, procurou o patrao e disse-lhe:
- Quero os três conselhos.
O patrao novamente frizou:
- Se lhe der os conselhos, nao lhe dou o dinheiro.
E o empregado respondeu:
- Quero os conselhos.
O patrao entao lhe falou:
01) Nunca tome atalhos em sua vida, caminhos mais curtos e desconhecidos podem custar a sua vida.
02) Nunca seja curioso para aquilo que é mal, pois a curiosidade pro mal pode ser mortal.
03) Nunca tome decisoes em momentos de ódio ou de dor, pois você pode se arrepender e ser tarde demais.
Após dar os conselhos, o patrao disse ao rapaz, que já nao era tao jovem assim:
- Aqui você tem três pães, dois para você comer durante a viagem e o terceiro é para comer com sua esposa quando chegar a sua casa.
O homem entao, seguiu seu caminho de volta, depois de vinte anos longe de casa e da esposa que ele tanto amava. Após o primeiro dia de viagem, encontrou um andarilho que o cumprimentou e lhe perguntou:
- Pra onde você vai?
Ele respondeu:
- Vou para um lugar muito distante que fica a mais de vinte dias de caminhada por esta estrada.
O andarilho disse-lhe entao:
- Rapaz, este caminho é muito longo,eu conheço um atalho que "é dez" e você chega em poucos dias.
O rapaz contente, começou a seguir pelo atalho, quando lembrou-se do primeiro conselho, entao voltou e seguiu o caminho normal. Dias depois soube que o atalho levava a uma emboscada. Depois de alguns dias de viagem, cansado ao extremo,achou uma pensao à beira da estrada, onde pôde hospedar-se. Pagou a diária e após tomar um banho deitou-se para dormir. De madrugada acordou assustado com um grito estarrecedor. Levantou-se de um salto so e dirigiu-se à porta para ir até o local do grito. Quando estava abrindo a porta, lembrou-se do segundo conselho. Voltou, deitou-se e dormiu. Ao amanhecer, após tomar o cafe, o dono da hospedagem lhe perguntou se ele nao havia ouvido um grito e ele disse que tinha ouvido.
O hospedeiro disse:
- E você nao ficou curioso?
Ele disse que nao. No que o hospedeiro respondeu:
- Você é o primeiro hóspede a sair vivo daqui, pois meu filho tem crises de loucura; grita durante a noite e quando o hospede sai, mata-o e enterra-o no quintal.
O rapaz prosseguiu na sua longa jornada, ansioso por chegar a sua casa. Depois de muitos dias e noites de caminhada... Já ao entardecer, viu entre as árvores a fumaça de sua casinha, andou e logo viu entre os arbustos a silhueta de sua esposa. Estava anoitecendo, mas ele pôde ver que ela nao estava só. Andou mais um pouco e viu que ela tinha entre as pernas, um homem a quem estava acariciando os cabelos. Quando viu aquela cena, seu coraçao se encheu de ódio e amargura e decidiu-se a correr de encontro aos dois e a matá-los sem piedade. Respirou fundo, apressou os passos, quando lembrou-se do terceiro conselho. Entao parou, refletiu e decidiu dormir aquela noite ali mesmo e no dia seguinte tomar uma decisao. Ao amanhecer, ja com a cabeça fria ele decidiu:
- Nao vou matar minha esposa e nem o seu amante. Vou voltar para o meu patrao e pedir que ele me aceite de volta. Só que antes, quero dizer a minha esposa que eu sempre fui fiel a ela. Dirigiu-se à porta da casa e bateu. Quando a esposa abre a porta e o reconhece, se atira ao seu pescoço e o abraça afetuosamente.
Ele tenta afastá-la, mas nao consegue. Entao com lágrimas nos olhos, lhe diz:
- Eu fui fiel a você e você me traiu...
Ela espantada lhe responde:
- Como? Eu nunca te trai, esperei durante esses vinte anos.
Ele entao lhe perguntou:
- E aquele homem que você estava acariciando ontem ao entardecer?
E ela lhe disse:
- Aquele homem é nosso filho. Quando você foi embora, descobri que estava
grávida. Hoje ele está com vinte anos de idade.
Entao o marido entrou, conheceu, abraçou seu filho e contou-lhes toda a sua historia, enquanto a esposa preparava o café. Sentaram-se para tomá-lo e comer juntos o último pao. Após a oração de agradecimento, com lágrimas de emoçao, ele parte o pao e ao abri-lo, encontra todo o seu dinheiro, o pagamento por seus vinte anos de dedicação. Muitas vezes achamos que o atalho "queima etapas" e nos faz chegar mais rápido, o que nem sempre é verdade... Muitas vezes somos curiosos, queremos saber de coisas que nem ao menos nos dizem respeito e que nada de bom nos acrescentará... Outras vezes, agimos por impulso, na hora da raiva, e fatalmente nos arrependemos depois... Espero que vc, assim como eu, nao se esqueça desses três conselhos e nao se esqueça também, de CONFIAR (mesmo que a vida muitas vezes já tenha te dado motivos para a desconfiança).


às 23:32

Não importa onde você parou... Em que momento da vida você cansou... O que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar". Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo... É renovar as esperanças na vida e o mais importante... Acreditar em você de novo. Sofreu muito nesse período? Foi aprendizado... Chorou muito? Foi limpeza da alma... Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia... Sentiu-se só por diversas vezes? É por que fechaste a porta até para os anjos... Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da tua melhora... Pois é...agora é hora de reiniciar...de pensar na luz... De encontrar prazer nas coisas simples de novo. Que tal um novo emprego? Uma nova profissão? Um corte de cabelo arrojado...diferente? Um novo curso...ou aquele velho desejo de aprender a pintar...desenhar...dominar o computador... Ou qualquer outra coisa... Olha quanto desafio...quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus te esperando. Tá se sentindo sozinho? Besteira...tem tanta gente que você afastou com o seu "período de isolamento"... tem tanta gente esperando apenas um sorriso teu para "chegar" perto de você. Quando nos trancamos na tristeza... Nem nós mesmos nos suportamos... ficamos horríveis... O mal humor vai comendo nosso fígado... até a boca fica amarga. Recomeçar...hoje é um bom dia para começar novos desafios. Onde você quer chegar? ir alto...sonhe alto... queira o melhor do melhor... Queira coisas boas para a vida... Pensando assim trazemos prá nós aquilo que desejamos... Se pensamos pequeno... coisas pequenas teremos... Já se desejarmos fortemente o melhor e principalmente lutarmos pelo melhor... O melhor vai se instalar na nossa vida. E é hoje o dia da faxina mental... Joga fora tudo que te prende ao passado... Ao mundinho de coisas tristes... fotos... peças de roupa... papel de bala...ingressos de cinema... Bilhetes de viagens e toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados... Jogue tudo fora... mas principalmente... Esvazie seu coração... fique pronto para a vida... para um novo amor...Lembre-se somos apaixonáveis... Somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes... Afinal de contas... Nós somos o "Amor... Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura."


às 23:23

Não importa onde você parou... Em que momento da vida você cansou... O que importa é que sempre é possível e necessário "Recomeçar". Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo... É renovar as esperanças na vida e o mais importante... Acreditar em você de novo. Sofreu muito nesse período? Foi aprendizado... Chorou muito? Foi limpeza da alma... Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia... Sentiu-se só por diversas vezes? É por que fechaste a porta até para os anjos... Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da tua melhora... Pois é...agora é hora de reiniciar...de pensar na luz... De encontrar prazer nas coisas simples de novo. Que tal um novo emprego? Uma nova profissão? Um corte de cabelo arrojado...diferente? Um novo curso...ou aquele velho desejo de aprender a pintar...desenhar...dominar o computador... Ou qualquer outra coisa... Olha quanto desafio...quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus te esperando. Tá se sentindo sozinho? Besteira...tem tanta gente que você afastou com o seu "período de isolamento"... tem tanta gente esperando apenas um sorriso teu para "chegar" perto de você. Quando nos trancamos na tristeza... Nem nós mesmos nos suportamos... ficamos horríveis... O mal humor vai comendo nosso fígado... até a boca fica amarga. Recomeçar...hoje é um bom dia para começar novos desafios. Onde você quer chegar? ir alto...sonhe alto... queira o melhor do melhor... Queira coisas boas para a vida... Pensando assim trazemos prá nós aquilo que desejamos... Se pensamos pequeno... coisas pequenas teremos... Já se desejarmos fortemente o melhor e principalmente lutarmos pelo melhor... O melhor vai se instalar na nossa vida. E é hoje o dia da faxina mental... Joga fora tudo que te prende ao passado... Ao mundinho de coisas tristes... fotos... peças de roupa... papel de bala...ingressos de cinema... Bilhetes de viagens e toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados... Jogue tudo fora... mas principalmente... Esvazie seu coração... fique pronto para a vida... para um novo amor...Lembre-se somos apaixonáveis... Somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes... Afinal de contas... Nós somos o "Amor... Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura."


às 23:23
:: terça-feira, novembro 27, 2001 ::

Passamos por momentos de plena felicidade em nossa vida. Momentos estes que nos marcam de uma forma surpreendente, e nos transformam, nos comovem, nos ensinam e muitas vezes, nos machucam profundamente. As pessoas que entram em nossa vida, sempre entram por alguma razão, algum propósito. Elas nos encontram ou nós as encontramos meio que sem querer, não há programação da hora em que encontraremos estas pessoas. Assim, tudo o que podemos pensar é que existe um destino, em que cada um encontra aquilo que é importante para si mesmo. Ainda que a pessoa que entrou em nossa vida, aparentemente, não nos ofereça nada, mas ela não entrou por acaso, não está passando por nós apenas por passar. O universo inteiro conspira para que as pessoas se encontrem e resgatem algo com as outras. Discutir o que cada um nos trará, não nos mostrará nada,e ainda nos fará perder tempo demais desperdiçando a oportunidade de conhecer a alma dessas pessoas. Conhecer a alma significa conhecer o que as pessoas sentem, o que elas realmente desejam de nós, ou o que elas buscam no mundo, pois só assim é que poderemos tê-las por inteiro em nossa vida. A amizade é algo que importa muito na vida do ser humano, sem esse vínculo nós não teremos harmonia e nem paz. Precisamos de amigos para nos ensinar, compartilhar, nos conduzir, nos alegrar e também para cumprirmos nossa maior missão na terra: "Amar ao próximo como a si mesmo". E para que isso aconteça, é preciso que nos aceitemos em primeiro lugar, e depois olhemos para o próximo e enxerguemos o nosso reflexo.Essas pessoas entram na nossa vida, às vezes de maneira tão estranha, que nos intrigam até. Mas cada uma delas é especial, mesmo que o momento seja breve, com certeza elas deixarão alguma coisa para nós. Observe a sua vida, comece a recordar todas as pessoas que já passaram por você, e o que cada uma deixou. Você estará buscando a sua própria identidade, que foi sendo construída aos poucos,de momentos que aconteceram na sua vida,e que até hoje interferem em seu caminho. Quando sentir que alguém não lhe agrada,dê uma segunda chance de conhece-lo melhor, você poderá ter muitas surpresas cedendo mais uma oportunidade. Quando sentir que alguém é especial para você, diga a ele o que sente, e terá feito um momento de felicidade na vida de alguém. Não deixe para fazer as coisas amanhã, poderá ser tarde demais.Faça hoje tudo o que tiver vontade. Abrace o seu amigo, os seus irmãos, os seus filhos. Dê um sorriso para todos, até ao seu inimigo. Se estiver amando, ame pra valer,viva cada minuto deste amor, sem medir esforços. Seja alegre todas a manhãs, mesmo que o dia não prometa nada de novo. Planeje o seu destino! Sopre aos ventos os seus sonhos,eles irão se espalhar pelos ares e voltar a você em forma de realidade. Preste bastante atenção em todas as pessoas, elas poderão estar trazendo a sua tão esperada FELICIDADE


às 18:41

Aprendi que se aprende errando. Que crescer não significa fazer aniversário. Que o silêncio é a melhor resposta, quando se ouve uma bobagem. Que trabalhar significa não só ganhar dinheiro. Que amigos a gente conquista mostrando o que somos. Que os verdadeiros amigos sempre ficam com você até o fim. Que a maldade se esconde atrás de uma bela face. Que não se espera a felicidade chegar, mas se procura por ela. Que quando penso saber de tudo ainda não aprendi nada. Que a Natureza é a coisa mais bela na Vida. Que amar significa se dar por inteiro. Que um só dia pode ser mais importante que muitos anos. Que se pode conversar com estrelas. Que se pode se confessar com a Lua. Que se pode viajar além do infinito. Que ouvir uma palavra de carinho faz bem à saúde. Que dar um carinho também faz... Que sonhar é preciso. Que se deve ser criança a vida toda. Que nosso ser é livre. Que Deus não proíbe nada em nome do amor. Que o julgamento alheio não é importante. Que o que realmente importa é a Paz interior. E finalmente, aprendi que não se pode morrer, pra se aprender a viver...


às 05:27
:: domingo, novembro 25, 2001 ::

O que é, o que é? Você tem três livros ótimos para começar mas não inicia nenhum. Liga a tevê e se entedia com tudo. Telefona para todos os amigos, fala cinco minutos com cada um e continua angustiado. Descobre três novas espinhas ao se olhar no espelho. Abre o guarda-roupa, constata a bagunça e fecha a porta sem ânimo para arrumar nada. Coloca um disco e não termina de escutar a primeira faixa. Troca de disco e não termina, de novo, a primeira faixa. Desliga o som. Vai para a cozinha, abre uma cerveja e depois de dar dois goles, deixa o copo esquentando no chão da sala. O que é, o que é? ...... É solidão
O que é, o que é? Você tem três livros ótimos para começar. Escolhe "A Mulher que Escreveu a Bíblia", do Scliar. O livro está tão bom que você esquece que tem televisão em casa. O telefone não toca e você descobre que a felicidade até existe. Ao passar pelo espelho do corredor, dá uma paradinha para analisar o shape: oba, a barriga sumiu. Abre o guarda-roupa, constata a bagunça e fecha a porta sem um pingo de culpa. Coloca um disco e canta junto com o John Lee Hooker, quase pode sentir a guitarra nos seus braços. Vai para a cozinha, pensa em abrir uma cerveja mas lembra que barrigas retornam. Pensa dois segundos. Qual o problema de ter uma barriguinha? Abre uma estupidamente gelada. Volta para o livro. O que é, o que é? ...... Não é solidão.
Conclusão: Duas pessoas na mesma condição: sozinhas num apartamento. Só que uma está menos sozinha que a outra. Tem um truque. Outro dia, lendo um poema inédito de um estudante chamado Marcos Bohn, encontrei ali dois versos que arrebatam pela obviedade: "Solidão não é estar só , é não saber ficar só". Todo mundo sabe disso, mas,na prática, muitos têm dificuldade em administrar os recessos involuntários. Todos nós passamos por fases em que estamos sem namorado, os amigos foram para a praia, o saldo bancário está medíocre, chove lá fora e ninguém nos entende. Quantas e quantas vezes tentei explicar que não moro só...e eis o que aparece.... O que é, o que é? ...... Pode ser solidão e pode não ser. Independe de fatores externos. Depende do nosso amor próprio, do nosso humor, da nossa sabedoria. "Solidão é ausência da gente mesmo, de ninguém mais."


às 20:35

MUDE. Mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade. Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa. Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua. Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa. Tome outros ônibus. Mude por uns tempos o estilo das roupas. Dê os seus sapatos velhos. Procure andar descalço alguns dias. Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos. Veja o mundo de outras perspectivas. Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda. Durma no outro lado da cama... depois, procure dormir em outras camas. Assista a outros programas de tv, compre outros jornais... leia outros livros, viva outros romances. Não faça do hábito um estilo de vida. Ame a novidade. Durma mais tarde. Durma mais cedo. Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua. Corrija a postura. Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias. Tente o novo todo dia. O novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida. Tente. Busque novos amigos. Tente novos amores. Faça novas relações. Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de bebida, compre pão em outra padaria. Almoce mais cedo, jante mais tarde
ou vice-versa. Escolha outro mercado... outra marca de sabonete, outro creme dental... tome banho em novos horários. Use canetas de outras cores. Vá passear em outros lugares. Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes. Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro, compre novos óculos, escreva outras poesias. Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses despertadores. Abra conta em outro banco. Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite museus. Mude. Lembre-se de que a Vida é uma só. E pense seriamente em arrumar um outro emprego, uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno, mais humano. Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as. Seja criativo. E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino. Experimente coisas novas. Troque novamente. Mude, de novo. Experimente outra vez. Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa. O mais importante é a mudança, o movimento. O dinamismo, a energia. Só o que está morto não muda! Repito, por pura alegria de viver: A salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena!!!!


às 20:24

Um homem rico estava muito mal. Pediu papel e pena. Escreveu assim: "Deixo meus bens à minha irmã não a meu sobrinho jamais será paga a conta do alfaiate nada aos pobres." Morreu antes de fazer a pontuação. A quem deixava ele a fortuna? Eram quatro concorrentes. O sobrinho fez a seguinte pontuação: Deixo meus bens à minha irmã? Não, a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do alfaiate. Nada aos pobres. A irmã chegou em seguida. Pontuou assim o escrito: Deixo meus bens à minha irmã, não a meu sobrinho. Jamais será paga a conta do alfaiate. Nada aos pobres. O alfaiate pediu cópia do original. Puxou a brasa pra sardinha dele. Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho jamais! Será paga a conta do alfaiate. Nada aos pobres. Aí, chegaram os descamisados da cidade. Um deles, sabido, fez esta interpretação: Deixo meus bens à minha irmã? Não! A meu sobrinho jamais! Será paga a conta do alfaiate? Nada! Aos pobres. Assim é a vida. Nós é que colocamos os pontos. E isso faz a diferença.



às 20:06
:: terça-feira, novembro 13, 2001 ::

Jerry era o tipo de pessoa que você ia adorar. Sempre de alto astral, e com algo positivo a dizer. Quando alguém perguntava para ele: "Como vai você?", ele respondia: "Melhor que isso, só dois disso". Ele era o único gerente de uma cadeia de restaurantes, porque todos os garçons seguiam seu exemplo. A razão dos garçons seguirem Jerry era por causa de suas atitudes. Ele era naturalmente motivador. Se algum empregado estivesse tendo um mau dia, Jerry prontamente estava lá, contando ao empregado como olhar pelo lado positivo da situação. Sempre que eu me lembrava dele eu ficava pensativo, até que um dia perguntei a ele: "Eu não acredito. Ninguém pode ser uma pessoa positiva o tempo todo! Como você consegue?" E ele respondeu: "Toda manhã eu acordo e digo a mim mesmo: 'Jerry você tem duas escolhas hoje: escolher estar de alto astral ou escolher estar de baixo astral...' Então escolho estar de alto astral. Toda vez que acontece alguma coisa desagradável, posso escolher ser vítima da situação ou posso escolher aprender algo com isso. Eu escolho aprender algo com isso. Todo momento que alguém vem reclamar da vida comigo, eu posso escolher aceitar a reclamação, ou posso escolher apontar o lado positivo da vida para a pessoa. Eu escolho apontar o lado positivo da vida." Eu argumentei: "Tudo bem! Mas não é tão fácil assim!" "É fácil sim" Jerry disse. "A vida consiste em escolhas. Quando você tira todos os detalhes e enxuga a situação, o que sobra são escolhas, decisões a serem tomadas. Você escolhe como reagir as situações. Escolhe como as pessoas irão afetar no seu astral. Escolhe estar feliz ou triste, calmo ou nervoso... Em suma: É escolha sua como você vive sua vida." Eu refleti no que Jerry disse. Algum tempo depois eu deixei o restaurante para abrir meu próprio negócio. Nós perdemos contato, mas freqüentemente eu pensava nele quando tomava a decisão de viver ao invés de ficar reagindo às coisas. Alguns anos mais tarde, ouvi dizer que Jerry havia feito algo que nunca se deve fazer quando trabalha em restaurantes: ele deixou a porta dos fundos aberta e, conseqüentemente, foi rendido por 3 assaltantes armados. Enquanto Jerry tentava abrir o cofre, sua mão, tremendo de nervoso, errou a combinação do cofre. Os ladrões entraram em pânico, atiraram nele e fugiram. Por sorte, Jerry foi encontrado relativamente rápido e foi levado às pressas ao pronto-socorro local. Depois de 18 horas de cirurgia e algumas semanas de tratamento intensivo, Jerry foi liberado do hospital com alguns fragmentos de balas ainda em seu corpo. Encontrei com Jerry 6 meses depois do acidente. Quando perguntei: "Como vai você?" ele respondeu: "Melhor que isso, só dois disso! Quer ver minhas cicatrizes?" Enquanto olhava as cicatrizes, perguntei o que passou pela sua mente quando os ladrões invadiram o restaurante. "A primeira coisa que me veio à cabeça foi que eu devia ter trancado a porta dos fundos..." respondeu. "Então, enquanto estava baleado no chão, lembrei que eu tinha duas escolhas: podia escolher viver ou podia escolher morrer. Escolhi viver!" Perguntei: "Você não ficou com medo? Não perdeu os sentidos?" Jerry continuou: "Os paramédicos eram ótimos. Ficaram o tempo todo me dizendo que tudo ia dar certo, que tudo ia ficar bem. Mas, quando eles me levaram na maca para a sala de emergência e vi as expressões nos rostos dos médicos e enfermeiras, fiquei com medo. Nos seus olhos eu lia: 'ele é um homem morto'. Eu sabia que tinha que fazer alguma coisa. "O que você fez?" perguntei. "Bem, havia uma enfermeira grande e forte me fazendo perguntas. Ela perguntou se eu era alérgico a alguma coisa... 'Sim', respondi. Os médicos e enfermeiras pararam imediatamente por causa da minha resposta. Respirei fundo e disse: 'Balas!' Enquanto eles riam eu disse: 'Eu estou escolhendo viver. Me operem como se estivesse vivo, não morto." Jerry sobreviveu graças a experiência e habilidade dos médicos, mas também por causa de sua atitude espetacular. Aprendi com ele que todos os dias temos que escolher viver a vida em sua plenitude, viver por completo.


às 18:19

Existem pessoas que são um sonho. Um sonho pelo qual a gente dormiria a vida inteira. Mas o destino vem e nos acorda violentamente... E nos leva aquele sonho tão bom... Existem pessoas que são estrelas. Doces, luzes que enfeitam e iluminam as noites escuras de nossas vidas. Mas vem o amanhecer e nos rouba com toda a sua claridade aquela estrela tão linda. Existem pessoas que são flores. Belezas discretas que alegram o nosso caminho. Mas com o tempo, as flores murcham, e nos enchem de saudade de sua cor e de seu perfume. Existem, finalmente, as pessoas que são simplesmente amor. Um amor doce como o mel de uma flor... que desabrochou numa estrela e que veio até nós num lindo sonho! E ainda bem que são amor, porque flores, estrelas ou sonhos, mais cedo ou mais tarde, terminam... mas o amor... O AMOR NÃO TERMINA NUNCA...



às 18:13
:: quinta-feira, novembro 08, 2001 ::
UMA ORAÇÃO PARA MIM...
Que eu tenha a força de ser eu mesma, sempre...
Que eu possa fazer o bem, sem saber o porquê...
Que eu nunca pense, que esse alguém irá me retribuir...
Que eu possa ver a luz do dia numa montanha cheia de flores...
Que eu possa ouvir passarinhos cantando...
Que eu possa ver a imensidão azul do céu...
Que eu descubra, brincando, o formato das nuvens...
Que eu possa valorizar a alma da criança que existe em mim e....
Que eu possa brincar como uma.
Que ao me levantar, enxergue a “Luz” através do sol.
Que diga com amor, o bom dia de cada dia.
Que a minha presença seja sentida, amiga.
Que eu fale sempre o que sinto, como o aroma de absinto, que é leve e encantador...
Que quando estiver no campo... a luz do luar caia sobre meus cabelos.
Que meu pranto só seja de alegria...
Que eu sinta o perfume do orvalho sobre a relva das noites frias de inverno.
Que eu possa andar na praia e pegar conchinhas...
Que a grandeza do mar seja a energia que recarrega minh´alma...
Que a minha existência faça diferença...
Que minhas palavras sejam amáveis e doces e lembrem os brancos cafezais...
Que sejam ouvidas de forma leve, suave, sublime, como anjos cantando...
Que eu possa fazer da minha luz o candeeiro de outros...
Que eu saiba ser sozinha, mesmo na multidão...
Que eu possa andar descalça, de pés no chão...
Que eu sinta o calor e frescor da terra molhada com cheiro de chuva...
Que eu possa entender o amor dos que não sabem demonstrar o amor que sentem..
Que eu saiba ser desapegada do amor dos que não sabem amar...
Que eu possa entender que nem todos podem me amar...
Mas que eu ame a todos, sem distinção, com toda a força e luz do amor que existe em mim.
às 18:11
Vivemos cercados pelas nossas alternativas, pelo que podíamos ter sido. Ah, se apenas tivéssemos acertado aquele número (unzinho e eu ganhava a sena acumulada), topado aquele emprego, completado aquele curso, chegado antes, chegado depois, dito sim, dito não, ido para Londrina, casado com a Doralice, feito aquele teste... Agora mesmo neste bar imaginário em que estou bebendo para esquecer o que não fiz aliás, o nome do bar é Imaginário sentou um cara do meu lado direito e se apresentou :
- Eu sou você, se tivesse feito aquele teste no Botafogo.
E ele tem mesmo a minha idade e a minha cara. E o mesmo desconsolo.
- Por que? Sua vida não foi melhor do que a minha?
- Durante um certo tempo, foi. Cheguei a titular. Cheguei à seleção. Fiz um grande contrato. Levava uma grande vida. Até que um dia...
- Eu sei, eu sei... disse alguém sentado ao lado dele. Olhamos para o intrometido... Tinha a nossa idade e a nossa cara e não parecia mais feliz do que nós. Ele continuou:
- Você hesitou entre sair e não sair do gol. Não saiu, levou o único gol do jogo, caiu em desgraça, largou o futebol e foi ser um medíocre propagandista.
- Como é que você sabe?
- Eu sou você, se tivesse saído do gol. Não só peguei a bola como me mandei para o ataque com tanta perfeição que fizemos o gol da vitória. Fui considerado o herói do jogo. No jogo seguinte, hesitei entre me atirar nos pés de um atacante e não me atirar. Como era um herói, me atirei... Levei um chute na cabeça. Não pude ser mais nada. Nem propagandista. Ganho uma miséria do INSS e só faço isto: bebo e me queixo da vida. Se não tivesse ido nos pés do atacante...
- Ele chutaria para fora.
Quem falou foi o outro sósia nosso, ao lado dele, que em seguida se apresentou.
- Eu sou você se não tivesse ido naquela bola. Não faria diferença. Não seria gol. Minha carreira continuou. Fiquei cada vez mais famoso, e agora com fama de sortudo também. Fui vendido para o futebol europeu, por uma fábula. O primeiro goleiro brasileiro a ir jogar na Europa. Embarquei com festa no Rio ...
- E o que aconteceu? perguntamos os três em uníssono.
- Lembra aquele avião da VARIG que caiu na chegada em Paris?
- Você...
- Morri com 28 anos.
- Bem que tínhamos notado sua palidez.
- Pensando bem, foi melhor não fazer aquele teste no Botafogo...
- E ter levado o chute na cabeça...
- Foi melhor, continuou, ter ido fazer o concurso para o serviço público naquele dia. Ah, se eu tivesse passado...
- Você deve estar brincando - disse alguém sentado a minha esquerda. Tinha a minha cara, mas parecia mais velho e desanimado.
- Quem é você?
- Eu sou você, se tivesse entrado para o serviço público.
Vi que todas as banquetas do bar à esquerda dele estavam ocupadas por versões de mim no serviço público, uma mais desiludida do que a outra. As conseqüências de anos de decisões erradas, alianças fracassadas, pequenas traições, promoções negadas e frustração. Olhei em volta. Eu lotava o bar. Todas as mesas estavam ocupadas por minhas alternativas e nenhuma parecia estar contente. Comentei com o barman que, no fim, quem estava com o melhor aspecto, ali,era eu mesmo. O barman fez que sim com a cabeça, tristemente. Só então notei que ele também tinha a minha cara, só com mais rugas.
- Quem é você? Perguntei.
- Eu sou você, se tivesse casado com a Doralice.
- E...?
Ele não respondeu. Só fez um sinal, com o dedão virado para baixo... Creio que a vida não é feita das decisões que você não toma, ou as atitudes que você não teve, mas sim, aquilo que foi feito! Se bom ou não, penso, é melhor viver do futuro que do passado!

às 17:58
:: sexta-feira, novembro 02, 2001 ::
Um cachorrinho, perdido na selva, vê um tigre correndo em sua direção. Pensa rápido, vê uns ossos no chão e se põe a mordê-los. Então, quando o tigre está a ponto de atacá-lo, o cachorrinho diz:
- Ah, que delícia este tigre que acabo de comer!
O tigre pára bruscamente e sai apavorado correndo do cachorrinho, e no caminho vai pensando:
- "Que cachorro bravo! Por pouco não come a mim também!"
Um macaco, que havia visto a cena, sai correndo atrás do tigre e conta como ele havia sido enganado. O tigre, furioso, diz:
- Cachorro maldito! Vai me pagar!
O cachorrinho vê que o tigre vem atrás dele de novo e desta vez traz o macaco montado em suas costas.
- "Ah, macaco traidor! O que faço agora?", pensou o cachorrinho.
Em vez de sair correndo, ele ficou de costas, como se não estivesse vendo nada. Quando o tigre está a ponto de atacá-lo de novo, o cachorrinho diz:
- Macaco preguiçoso! Faz meia hora que eu o mandei me trazer um outro tigre e ele ainda não voltou!
"EM MOMENTOS DE CRISE, SÓ A IMAGINAÇÃO É MAIS IMPORTANTE QUE O CONHECIMENTO."


às 21:15
:: quarta-feira, outubro 31, 2001 ::

Você está sozinho. Em frente a TV, devora dois pacotes de Doritos enquanto espera o telefone tocar. Bem que podia ser hoje, bem que podia ser agora, um amor novinho em folha. Trimmm! É a sua mãe, quem mais poderia ser? Amor nenhum faz chamadas por telepatia. Amor não atende com hora marcada. Ele pode chegar antes do esperado e encontrar você numa fase galinha, sem disposição para relacionamentos sérios. Ele passa batido e você nem aí. Ou pode chegar tarde demais e encontrar você desiludido da vida, desconfiado,cheio de olheiras. O amor dá meia-volta, volver. Por que o amor nunca chega na hora certa? Agora por exemplo, que você está cheiroso, de banho tomado ... Agora que você está se achando bonita? Agora que você está empregada. Agora que você pintou o apartamento, ganhou um porta-retrato e começou a gostar de jazz. Agora que você está com coração às moscas e morrendo de frio. O Amor aparece quando menos se espera e de onde menos se imagina. Você passa uma festa inteira hipnotizado por alguém que nem lhe enxerga e mal repara em outro alguém que só tem olhos para você. Ou então, fica arrasado porque não foi à praia no final de semana. Toda a sua turma estava lá, azarando-se uns aos outros. Sentindo-se um ET perdido na cidade grande, você busca refúgio numa locadora de vídeo, sem prever que ali mesmo, na locadora, irá encontrar a pessoa que dará sentido na sua vida. O amor é que nem tesourinha de unhas, nunca esta onde a gente pensa que está. O jeito é direcionar o radar para norte, sul, leste e oeste. Seu amor pode estar no corredor de um supermercado, pode estar impaciente na fila de um banco, pode estar pechinchando numa livraria, pode estar cantarolando sozinho dentro de um carro. Pode estar aqui mesmo, no computador, te dando o maior mole ... O Amor está em todos os lugares, você é que não procura direito. A primeira lição está dada: o amor é onipresente. Agora a segunda: ele é imprevisível. Jamais espere ouvir "eu te amo" num jantar a luz de velas, no dia dos namorados. Ou receber flores logo após a primeira transa. O amor odeia clichês. Você vai ouvir "eu te amo" numa terça-feira, às quatro da tarde, depois de uma discussão, ou quando você menos esperar, e as flores vão chegar num dia qualquer apenas para informar-lhe como você é especial para alguém, assim... sem um motivo ou data especial. Passe essa mensagem para outras pessoas. Pode ser que alguém esteja precisando ouvir algo confortante; ou mesmo para aqueles que já encontraram o Amor, apenas para lembra-los de valoriza-lo ainda mais. Espalhe que o amor não é banal, e embora estejam distorcendo o sentido verdadeiro dele nos tempos atuais, ele existe e é o ingrediente mais importante da poção mágica da Felicidade.


às 13:25
Existe somente uma idade para a gente ser feliz, somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar e fazer planos e ter energia bastante para realizá-los a despeito de todas as dificuldades e obstáculos. Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente e desfrutar tudo com toda intensidade sem medo nem culpa de sentir prazer. Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança e vestir-se com todas as cores e experimentar todos os sabores e entregar-se a todos os amores sem preconceito, nem pudor. Tempo de entusiasmo e coragem em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo novo, de novo e de novo, e quantas vezes for preciso. Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se PRESENTE e tem a duração do instante que passa ...
às 13:06
:: terça-feira, outubro 30, 2001 ::
O amor não tem nada a ver com qualidade... O amor é... e isso basta! O amor não escolhe... O amor não prefere... O amor não elege... O amor vivencia. O amor sente... O amor capta... O amor atrai... O amor conquista... O amor provoca... O amor suscita... O amor exprime... O amor revela... O amor denota... O amor manifesta... O amor se dá... O amor marca... O amor impressiona... O amor assinala com ferro em brasa... O amor deixa traços de sua presença... O amor deixa-se descobrir... O amor se faz conhecer... O amor edifica... O amor dá origem... O amor completa... O amor consegue... Se quiser saber mais do que o amor é capaz... AME!!!


às 14:01
Não sei... se a vida é curta ou longa demais pra nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas. Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura...enquanto durar...
às 13:57
Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que expressem sua opinião.
Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer...
Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias.
Difícil é encontrar e refletir sobre os seus próprios erros...
Fácil é fazer companhia a alguém, dizer o que ela deseja ouvir.
Difícil é ser amigo para todas horas e dizer a verdade quando for preciso...
Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre a mesma.
Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer...
Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado.
Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece...
Fácil é viver sem ter que se preocupar com o amanhã.
Difícil é questionar e tentar melhorar suas atitudes impulsivas e as vezes impetuosas, a cada dia que passa...
Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar.
Difícil é mentir para o nosso coração...
Fácil é ver o que queremos enxergar.
Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto...
Fácil é brincar como um tolo.
Difícil é ter que ser sério...
Fácil é dizer "oi", ou "como vai ?".
Difícil é dizer "adeus"...
Fácil é abraçar, apertar a mão.
Difícil é sentir o sentimento que há neste abraço...
Fácil é ouvir a música que toca.
Difícil é ouvir a sua consciência...
Fácil é perguntar o que deseja saber.
Difícil é estar preparado para escutar a resposta...
Fácil é querer ser o que quiser.
Difícil é ter certeza do que realmente se é...
Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade.
Difícil é sorrir com vontade de chorar...
Fácil é beijar.
Difícil é entregar a alma...
Fácil é ocupar um lugar na caderneta telefônica.
Difícil é ocupar o coração de alguém...
Fácil é ferir quem nos ama.
Difícil é tentar curar esta ferida...
Fácil é ditar regras.
Difícil é segui-las...
Fácil é sonhar todas as noites.
Difícil é lutar por um sonho...
Fácil é exibir sua vitória a todos.
Difícil é assumir a sua derrota com dignidade...
Fácil é admirar uma lua cheia.
Difícil é enxergar sua outra face...
Fácil é viver o presente.
Difícil é se desvencilhar do passado...
Fácil é saber que está rodeado por pessoas queridas.
Difícil é saber que está se sentindo só no meio delas...
Fácil é tropeçar em uma pedra.
Difícil é levantar de uma queda, toda machucada...
Fácil é desfrutar a vida a cada dia.
Difícil é dar o verdadeiro sentido a ela...
às 13:54
Solidão é uma ilha com saudade de barco. Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue. Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta um capítulo. Autorização é quando a coisa é tão importante que só dizer "eu deixo" é pouco. Pouco é menos da metade. Muito é quando os dedos da mão não são suficientes. Desespero são dez milhões de fogareiros acesos dentro de sua cabeça. Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego. Agonia é quando o maestro de você se perde completamente. Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento. Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa. Certeza é quando a idéia cansa de procurar e pára. Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido. Pressentimento é quando passa em você o trailer de um filme que pode ser que nem exista. Renúncia é um não que não queria ser ele. Sucesso é quando você faz o que sempre fez só que todo mundo percebe. Vaidade é um espelho onisciente, onipotente e onipresente. Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora. Orgulho é uma guarita entre você e o da frente. Ansiedade é quando sempre faltam 5 minutos para o que quer que seja. Indiferença é quando os minutos não se interessam por nada em especial. Interesse é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento. Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado. Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes. Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração. Alegria é um bloco de Carnaval que não liga se não é Fevereiro... Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma. Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros. Decepção é quando você risca em algo ou em alguém um xis preto ou vermelho. Desilusão é quando anoitece em você contra a vontade do dia. Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente, mas, geralmente, não podia. Perdão é quando o Natal acontece em outra época do ano. Desculpa é uma frase que pretende ser um beijo. Excitação é quando os beijos estão desatinados pra sair de sua boca depressa. Desatino é um desataque de prudência.
Prudência é um buraco de fechadura na porta do tempo. Lucidez é um acesso de loucura ao contrário. Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato. Emoção é um tango que ainda não foi feito. Ainda é quando a vontade está no meio do caminho. Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele. Desejo é uma boca com sede. Paixão é quando apesar da palavra "perigo" o desejo chega e entra... Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado. Não. Amor é um exagero... também não. É um "desadoro"... Uma batelada? Um exame, um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego? Talvez porque não tivesse sentido, talvez porque não houvesse explicação, esse negócio de amor não sei explicar.
às 13:37
:: domingo, outubro 14, 2001 ::
Recebi esse questionário de uma amiga, vou colocar minhas respostas aqui.....

1. QUE HORAS SÃO?
* 21:34

2. SEU APELIDO?
* Ju

3. NUMERO DE VELAS QUE APARECERAM NO SEU ULTIMO BOLO DE ANIVERSARIO?
* 17 velas

4. DATA QUE COSTUMA APAGAR ESTAS VELAS?
* 08/05

5. ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO?
* Uma Cã (ehehe)

6. ALTURA?
* 1,55 cm

7. COR DOS OLHOS
* Castanhos

8. USA ÓCULOS?
* Deveria, mas não uso.

9. PIERCINGS?
* Não.

10. TATUAGENS?
* Não, mas em breve, quem sabe...

11. LOCAL DE NASCIMENTO?
* São Paulo

12. JÁ ESTEVE APAIXONADO(A)?
* Claro

13. JÁ ESTEVE NA ÁFRICA?
* Não

14. JÁ ESTEVE BÊBADO?
* Sim

15. JÁ AMOU ALGUÉM TANTO QUE POR ISTO TENHA CHORADO?
* MUITO

16. SALADA COM OU SEM CEBOLA?
* Com cebola

17. COCA-COLA OU PEPSI?
* Coca Cola

18. SUCO DE LARANJA OU BANANA?
* Suco de Laranja

19. CAFÉ SIMPLES OU CHANTILLY?
* Café

20. COBERTOR OU EDREDON?
* Edredon

21. DEIXARES OU SERES DEIXADO?
* Nenhum dos dois...

22. SALADA QUE MAIS GOSTA?
* Mantova (do Insalatta)

23. COR DE MEIAS?
* Cinza com desenho do Ursinho Pooh...

24. NUMERO PREFERIDO?
* 7

25. ZONAS ONDE GOSTA DE SER BEIJADO?
* Boca, pescoço...

26. FILMES FAVORITOS?
* Lado a lado...

27. FRASE DE UM FILME?
* THE POWER OF THREE WILL SET US FREE

28. SERIADO FAVORITO?
* Charmed e Nikita e Friends

29. PRATOS PREFERIDOS?
* Batata Frita

30. DIA DA SEMANA?
* Sabado

31. MUSICAS PREFERIDAS NO MOMENTO?
* Iris e Miss you Love (Goo goo dolls e Silverchair)

32. PROGRAMAS DE TV?
* Charmed, Nikita e Friends

33. PREFERE DAR OU RECEBER?
* Os dois... JUNTOS

34. RESTAURANTE PREFERIDO?
* Não é bem um restaurante mas..... T.G.I. FRIDAYS

35. FLORES PREFERIDAS?
* Rosas...

36. DISCIPLINA MENOS INTERESSANTE?
* Geografia

37. BEBIDA ALCOOLICA?
* Piña Colada (EU AMOOOOO)

48. GELADO?
* Sorvete de limão da La Basque

49. ANIMAL PREFERIDO?
* Minha cã, uma maltês

50. PERSONAGEM INFANTIL?
* Ursinho Pooh

51. DISNEY OU WARNER BROS?
* Disney

52. RESTAURANTE OU FAST FOOD?
* Fast Food

53. QUANDO FOI SUA ULTIMA VISITA AO HOSPITAL?
* Em 1999 pra visitar meu avô....

54. BEBIDA FAVORITA?
* Piña Colada

55. COR DO TAPETE DE SEU QUARTO?
* Branco

56. QUE NOME TINHA SEU BONECO(A) FAVORITO(A) NA INFANCIA?
* Teddy

57. COMO VOCE SE VE DAQUI A 10 ANOS?
* Feliz....

58. QUAL FOI A ULTIMA PESSOA DE QUEM VOCE RECEBEU UM E-MAIL?
* Da Malu

59. QUAL A LOJA QUE VOCE ESCOLHERIA PARA GASTAR TODO O DINHEIRO DE UM CARTAO DE CRÉDITO?
* Qualquer papelaria boa.... (MORNING GLORY, de preferencia)

60. O QUE COSTUMA FAZER QUANDO ESTA ABORRECIDO?
* Gritar.... Alivia um bocado.....

61. QUE PALAVRAS OU FRASES COSTUMA DIZER SEMPRE?
* Tipo, sei lá...

62. DIZ O NOME DE UMA PESSOA DA QUAL VOCE É AMIGO E QUE VIVE MAIS LONGE E ONDE VIVE?
* Nani, mora em Santos.

63. QUAL É A COISA QUE MAIS O CHATEIA?
* A mentira, o desprezo.....

64. QUAL É A MELHOR COISA QUE EXISTE?
* Amar e ser amada....

65. A QUE HORAS SE DEITA?
* A hora que dá sono.......

66. QUE HORAS SAO?
* 21:48

67. QUAL O MAIOR MICO Q VC PAGOU?
* Ai ai, são tantos.... Já cai de quatro no meio da rua, na maior chuva, na frente de todos os meus amigo e de saia.....

68. FALE QUALQUER COISA, FAÇA UM COMENTÁRIO, UM DESENHO, UMA PRECE, UMA SIMPATIA, TRÊS PEDIDOS ESSE ESPAÇO É TEU!!!



Beijos
às 15:37
Certa vez um soldado disse ao seu tenente:
- Meu amigo não voltou do campo de batalha, senhor, solicito permissão para ir a buscá-lo.
- Permissão negada, replicou o oficial. Não quero que arrisque a sua vida por um homem que provavelmente está morto.
O soldado, ignorando a proibição, saiu, e uma hora mais tarde regressou, mortalmenteferido, transportando o cadáver de seu amigo. O oficial estava furioso:
- Já tinha dito que ele estava morto!!! Agora eu perdi dois homens! Diga-me: Valeu a pena trazer um cadáver?
E o soldado, moribundo, respondeu:
- Claro que sim, senhor! Quando o encontrei, ele ainda estava vivo e pôde me dizer: "Tinha certeza que você viria!"

"AMIGO É AQUELE QUE CHEGA QUANDO TODO MUNDO JÁ SE FOI."

Beijos

às 15:13

às 15:13
IRIS

And I'll give up forever to touch you
Cause I know that you feel me somehow
You're the closest to heaven that I'll ever be
And I don't want to go home right now
And all I can taste is this moment
And all I can breathe is your life
Cause sooner or later it's over
I just don't wanna miss you tonight
And I don't want the world to see me
Cause I don't think they'd understand
When everything is made to be broken
I just want you to know who I am
And you can't fight the tears that ain't coming
Or the moment of truth in your lies
When everything feels like the movies
Yeah you bleed just to know you're alive
And I don't want the world to see me
Cause I don't think they'd understand
When everything is made to be broken
I just want you to know who I am
...
And I don't want the world to see me
Cause I don't think they'd understand
When everything is made to be broken
I just want you to know who I am
I just want you to know who I am
I just want you to know who I am
I just want you to know who I am

Beijos
às 03:15
Eu pedi força e Deus me deu dificuldades para me fazer forte. Eu pedi sabedoria e Deus me deu problemas para resolver. Pedi prosperidade e Deus me deu cérebro e músculos para trabalhar. Pedi coragem e Deus me deu perigos para superar. Eu pedi amor e Deus me deu pessoas com problemas para ajudar. Pedi favores e Deus me deu oportunidades. Não recebi nada do que pedi, mas recebi tudo o que precisava.
Beijos

às 01:49
AFASTEM TODAS AS COBRAS DE SUA VIDA.
SUCESSO E MUITO BRILHO PARA VOCÊS

Era uma vez uma cobra que começou a perseguir um vaga-lume que só vivia para brilhar.
Ele fugia rápido com medo da feroz predadora e a cobra nem pensava em desistir.
Fugiu um dia e ela não desistia, dois dias e nada...
No terceiro dia, já sem forças o vaga-lume parou e disse à cobra:
- Posso fazer três perguntas?
- Pode. Não costumo abrir esse precedente para ninguém mas já que vou te comer mesmo, pode perguntar.
- Pertenço a sua cadeia alimentar?
- Não.
- Te fiz alguma coisa?
- Não.
- Então por que você quer me comer?
- PORQUE NÃO SUPORTO VER VOCÊ BRILHAR.....

Pensem nisso e selecionem as pessoas em quem confiar!
Beijos
às 01:29
:: sexta-feira, outubro 12, 2001 ::
CRÔNICA DE AMOR
Conforme Roberto Freire: Ame e dê vexame

Você ama aquela petulante.
Você escreveu dúzias de cartas e ela não respondeu.
Você enviou flores que ela deixou a seco.
Você a levou para conhecer sua mãe e ela foi de blusa transparente.
Você gosta de rock e ela de chorinho.
Você gosta de praia e ela tem alergia ao sol.
Você abomina o Natal e ela detesta o Ano-Novo. Nem no ódio vocês combinam.
Então?
Então que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado; o beijo dela é mais viciante do que LSD; você adora brigar com ela e ela adora implicar com você.
Isso tem um nome!

Você ama aquele cafajeste.
Ele diz que vai ligar e não liga.
Ele veste o primeiro trapo que encontra no armário.
Ele escuta Egberto Gismonti e Sivuca.
Ele não emplaca uma semana nos empregos. Está sempre duro e é meio "galinha".
Ele não tem a menor vocação para príncipe encantado, e ainda assim você não consegue despachá-lo.
Quando a mão dele toca na sua nuca, você se derrete toda feito manteiga.
E ele toca gaita de boca, adora animais e escreve poemas.
Por quê você ama esse cara?
Não pergunte para mim!

Você, mulher, é inteligente. Lê livros, revistas e jornais. Gosta de filmes de Woody Allen, dos Irmãos Cohen e do Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem o seu valor. É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido em um comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar certo. Independente, emprego fixo, bom saldo no banco. Gosta de viajar, de música,
de dançar, tem loucura por computador, e seu fettuccine ao pesto é imbatível. Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém e adora sexo. Com um currículo desses, por que diabos está sem um amor?

Quem pode responder?
Ah, o amor... essa raposa...
Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática exata:
EU LINDA + VOCÊ INTELIGENTE = DOIS APAIXONADOS.
Mas não funciona assim. Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não-fumantes teriam fila de pretendentes batendo à sua porta. O amor não é chegado a fazer fazer contas. Não obedece à razão.
O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar. Costuma ser despertado mais por flechas do cupido do que por uma ficha limpa. Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã de Caetano. Isso são só referências. Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca. Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera. Amar não requer conhecimento prévio e nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o amor tem de indefinível. Honestos existem aos milhares. Generosos há às pencas. Bons motoristas e bons pais-de-família, nem se fala.

Mas... ninguém consegue ser do jeito que o amor da sua vida é.

Beijos
às 14:06
:: terça-feira, outubro 02, 2001 ::
E no Setor de "Atendimento ao Cliente"....

Atendente: Boa tarde Senhora. Em que lhe posso ser útil ?

Cliente: Comprei o seu programa AMOR, mas até agora não consegui instalar. Eu não sou técnica no assunto, mas acho que posso instalar com a sua ajuda. O que eu devo fazer primeiro?

Atendente: O primeiro passo é abrir o seu CORAÇÃO. A senhora encontrou seu CORAÇÃO?

Cliente: Sim, encontrei. Mas há diversos programas funcionando agora. Tem algum problema em instalar o AMOR enquanto outros programas estão funcionando?

Atendente: Que programas estão funcionando, senhora?

Cliente: Deixe-me ver... Eu tenho BAIXAESTIMA.EXE, RESSENTIMENTO.COM, ODIO.EXE e RANCOR.EXE funcionando agora.

Atendente: Nenhum problema. O AMOR apagará automaticamente RANCOR.EXE de seu sistema operacional atual. Pode ficar em sua memória permanente, mas não vai causar problemas por muito tempo para outros programas. O AMOR vai reescrever BAIXAESTIMA.EXE em uma versão melhor, chamada AUTOESTIMA.EXE. Entretanto, a senhora tem que desligar completamente o ODIO.EXE e RESSENTIMENTO.COM. Esses programas impedem que o AMOR seja instalado corretamente. A senhora pode desligá-los?

Cliente: Eu não sei como desligá-los. Você pode me dizer como?

Atendente: Com prazer! Vá ao Menu e clique em PERDAO.EXE. Faça isso quantas vezes forem necessárias, até o ODIO.EXE e RESSENTIMENTO.COM serem apagados completamente.

Cliente: Ok! Terminei! O AMOR começou a instalar-se automaticamente. Isso é normal?

Atendente: Sim, é normal. A senhora deverá receber uma mensagem dizendo que reinstalará a vida de seu coração. A senhora tem essa mensagem?

Cliente: Sim, eu tenho. Está completamente instalado?

Atendente: Sim. Mas lembre-se: a senhora só tem o programa de modelo básico. A senhora precisa começar a se conectar com outros CORAÇÕES a fim de obter melhorias.

Cliente: Oh! Meu Deus! Eu já tenho uma mensagem de erro. Que devo fazer?

Atendente: O que diz a mensagem?

Cliente: Diz: "ERRO 412 - O PROGRAMA NÃO FUNCIONA EM COMPONENTES INTERNOS". O que isso significa?

Atendente: Não se preocupe, senhora. Este é um problema comum. Significa que o programa do AMOR está ajustado para funcionar em CORAÇÕES externos, mas ainda não está funcionando em seu CORAÇÃO. É uma daquelas complicadas coisas de programação, mas em termos não-técnicos, significa que a senhora tem que "AMAR" sua própria máquina antes que possa amar outra.

Cliente: Então, o que devo fazer?

Atendente: A senhora pode achar o diretório chamado "AUTO-ACEITACAO"?

Cliente: Sim, encontrei.

Atendente: Excelente! A senhora está pegando prática nisso!

Cliente: Obrigada!

Atendente: De nada. Faça o seguinte: clique nos arquivos BONDADE.DOC, AUTOESTIMA.TXT, VALORIZE-SE.TXT, PERDAO.DOC e copie-os para o diretório "MEU CORAÇÃO". O sistema irá reescrever todos os arquivos em conflito e começará a consertar a programação defeituosa. Também a senhora precisa apagar AUTOCRITICA.EXE de todos os diretórios e depois esvazie a sua lixeira para certificar-se de que nunca voltem.

Cliente: Consegui! Meu CORACAO está cheio de arquivos realmente puros! Eu tenho no meu monitor, agora, o SORRISO.MPG e está mostrando que PAZ.EXE, CONTENTAMENTO.COM e BONDADE.COM foram instalados automaticamente no meu CORACAO.

Atendente: Então, terminamos! O AMOR está instalado e funcionando, Ah! Mais uma coisa antes de eu ir.

Cliente: Sim?

Atendente: O AMOR é um freeware (programa grátis). Faça o possível para distribuir uma cópia de seus vários modelos a quem a senhora encontrar e, dessa forma, a senhora receberá de volta dessas pessoas novos modelos verdadeiramente puros.

Cliente: Obrigada pela sua ajuda!

Gentem não é lindo?? Uma amigona minha me manda esses textos, vou colocá-los aqui....
Beijos
às 21:14
:: terça-feira, setembro 25, 2001 ::
Continuo doente... Tô super desanimada.....
às 17:03
EU tô mal.... Malzona....Tô com febre, dor de garganta, tudo.... Tô me sentindo PÉSSIMA !!! Eu queria muito melhorar... Mas não consigo..... SOCORROOOOOO !!!!!!
às 15:13
CHEGUEI !!
às 15:03